segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Ataque

22:58


Eu: vou para a cama.

Ele: já?

Eu: ya.

Ele: tens sono?

Eu: não.

Ele: não está bem, pois não?

Eu: eu já falo contigo.


Deitada na cama os pensamentos começam a ficar demasiado pesados para eu os suportar.

-Segura-te, por favor… Segura-te.

Cada vez mais pesados, aplicam uma força brutal que parecem esmagar os meus pulmões e me criam uma impressão na garganta. Dois segundos depois uma chuva de pensamentos cai em cima de mim. Não tenho para onde fugir e eles continuam a cair em cima de mim, repetidas vezes. Começo a chorar.

-Porquê? Porque é que tenho de fazer isto? Porque é que não nasci bonita e magra? Porque é que sou fraca e não me consigo controlar? Sou tão horrível… Sou tão horrível…

“E ninguém te vai aguentar. Nem ele nem ninguém. Todos se vão fartar de ti e deixar-te sozinha. Também ainda bem, porque querias o quê? Pô-los tristes? Achas que ele é feliz a ter de lidar com uma estúpida mimada como tu? Tu ouve-me! Nunca vais conseguir largar isto, nem queres!”


Telemóvel vai na sua 6ª chamada dele.


“Que ridícula. Sério, metes nojo. Vomitares-te toda e deixares de comer. CONTINUAS A MESMA MERDA!”

-pára… pára…. Pára..

“Que absurda que tu és. Nem te consegues castigar. Simplesmente não vales nada. Ham? Felicidade de criança? Não percebi… Tu entende isto: nunca irás ser feliz como antes. Nunca! Porque não mereces, porque não vais conseguir ser indiferente a isto tudo.”


Mensagem no telemóvel:

Não faças merda, por favor!

Eu: deixas-me?

Não. Fico chateado.


-tem razão… ele não me vai aguentar.

“Mas achas que minto? Se não fizeres nada, não passarás de uma mimada que quer atenção.”


Três cortes e uma hora depois, estava apta para falar e atender a 14ª chamada dele.

Só o silêncio teve tanto tempo presente numa chamada telefónica de alguém. Apenas ouvíamos a respiração um do outro até ele ter falado.


- magoaste-te muito?

- tu cortaste-te?


(silêncio tão puro que chega a doer nos ouvidos.)


- tens de falar com a tua mãe

- não.

- tens, tu estás cada vez pior.

- não, eu estou bem.

- achas que sim? Olha para o teu braço! Achas que estás?

- xiu.. deixa-me.

- se não falas tu falo eu.

- NÃO! NÃO! Por favor não..

- não precisas de falar com ela mesmo… e se deixares uma carta?

- não! Eu fico bem, juro-te.

- promete-me que não o voltas a fazer.

- prometo.

- prometes mesmo ou prometes e fazes sem me dizeres nada?

- prometo mesmo (mentira).


(novamente silêncio)


- porque é que piorou depois de começarmos a namorar?

- a culpa não é tua…

- não? Então porque é que estás cada vez pior? O que é que eu te fiz?

- nada. Não fizeste nada.


“Já se sente culpado pela miséria que és. Devias ser abatida, minha porca”


- posso ir dormir? Depois falamos.


“Dorme, dorme… Pode ser que sufoques durante a noite. Menos uma boca para comer em casa.”

- segura-te.. segura-te…


Depois disto tudo apetece-me fugir e desaparecer da vista de toda a gente.

Pode ser que não magoe ninguém pelo caminho.

25 comentários:

  1. É arrepiante como me consegui rever no que escreveste. É sufocante viver com o anjo e o demónio nos ombros, sempre a sussurrar aos nossos ouvidos.
    É a primeira vez que estou no teu blog e vejo tanto que compreendo...
    Não é predisposição genética ou destino que nos fez assim e se realmente queremos mudar há que lutar por isso... A luta nem sempre é justa, mas todos batalhamos pelos desejos. Caímos muitas vezes, talvez a força se veja no facto de nos levantarmos de novo e continuarmos a tentar...
    Coragem, e desculpa a intromissão.



    -Posso seguir-te no blog?

    ResponderEliminar
  2. Fiquei triste... fiquei muitooo por ti, por toda nós!!
    É muito difícil!! Senti-me no seu lugar,com todas as perguntas e dúvidas!! "Ele não vai me aturar por muito tempo"! Isso sempre acontece comigo, e o pior que não consigo mudar! Que droga!!

    Amiga linda! Tenha calma. Não se corte mais(como fosse fácil neh?) Ele realmente gosta de ti!! Então tente ficar bem. Outra coisa muito difícil neste mundo nosso! Porque não nascemos bonitas e magras! ahh poxa vida!!

    Mas vc tem que tornar a ter o controle da sua vida. É muito complicado. Se eu soubesse eu te dari a formula. Mas não tenho!
    E o que posso fazer por ti é dizer que te compreendo ... e não deixei de escrever quando snetires assim. Aki é e escrevendo é uma forma de ajudar a si mesma... mesmo não parecendo!!

    Olha levante a cabeça. Pois sua mãe não precisa saber , se não será pior. Tente convece-lo de que estar melhor. De que isso não ira muito te ajudar!!

    Um enorme beijo!

    ResponderEliminar
  3. as duvidas perturbam-nos... é a dor do desassossego! espero que melhores dias se avizinhem pa ti

    pois ja ouvi mts opinioes de madrid, eu ja fui la e dei-me bem... mas claro q preferia inglaterra, mas a mh faculdade n tem essa possibilidade e como me candidatei so com creditos do 1º ano n th grandes escolhas... candidatei-me mais por brincadeira e acabei por ser aceite XD e na minha area (artes) madrid tem mt coisa pa me oferecer a nivel do desenho que é onde pretende evoluir...
    berlim seria genial... mas a lingua e assim era um impedimento... de qq das maneiras um dia vou lá parar...

    nao nos podemos esquecer o que nos move, no meu caso os sonhos que acredito q se podem realizar... é uma questao d tempo, ponderação e um dia... quem sabe... as vezes e dificl lembrarmo nos do que nos move, de qq das maneiras nao se pode desistir mesmo qd as duvidas nos dilaceram a mente.

    bjinho e fica bem

    ResponderEliminar
  4. estou nas belas artes do porto e tu o que estudas?
    é facil falar, mas é mais dificl pensar =P
    nao nos podemos deixar cair no conformismo, enquanto tivermos coisas para fazer mais livres vamos ser! temos de lutar =D por aquilo que queremos e nao nos deixar cair, pq isso sim é facil... e nós gostamos de desafios!

    ResponderEliminar
  5. Linda, estou quase a chorar, sinto tanto. Não quero que te magoes, não quero que desistas de acreditar que alguém te ame verdadeiramente, não quero que deixes de acreditar que isto tem fim, que vamos encontrar a felicidade de criança na vida, naquelas coisas simples que sempre quisemos.
    Quero que sonhes do quanto és princesa e que lá fora esta o ter príncipe, que te ama, e que apenas quer que a dor que provocas com a faca tenha seu fim. Quero que acredites que amanha serás capaz de ser forte, de sonhar mais, de viver mais. A comida persegue-te, odeias-a, enches-te dela mas ela não te vai custar o amor dele.
    Vive da melhor maneira, nem que seja com a ida a um psicologista.
    força em tudo quanto precisas.
    bjoka

    ResponderEliminar
  6. espero que estejas melhor ..
    beijinhos *

    ResponderEliminar
  7. O teu subconsciente magoa-te tanto. Faz-te sofrer... Além de te mutilares que é o pior castigo que existe, porque não é apenas as marcas que deixas na tua pele que não são estéticas é a tua auto-estima que colapsa e este ciclo vicioso dura sem que consigas por-lhe um termo. Ele não se deve sentir culpado, pelo que penso ele não é. Apesar de tudo é muito bom ele saber, é um não impulsador (a palavra não existe) ou não piorador (loool) dos teus cortes. Temo que se tivesses sozinha nisto talvez fosse pior.

    Beijos (Importas-te de retirar o meu anterior comentário)

    ResponderEliminar
  8. Ah amor...nem sei o que dizer...estiveste/estás entre a espada e a parede...meu Deus, nem imagino o sufoco por que passaste...o vosso diálogo foi...arrepiante, estranho, intrigante...tão carregado de dor e raiva...de amor, de preocupação...uma mistura que abala o coração de qualquer um...
    Espero que essa nuvem negra passe o mais depressa possível...
    Te amo amor, muita força

    ResponderEliminar
  9. fiquei refletindo sobre tudo qdo li seu post,e é mais triste saber q isso eé o q mais acontece com muitas pessoas,sinto-me triste por ti e por todas nós q temos q passar por isso,realmente a vida e tudo nos castiga dia-a-dia..

    ResponderEliminar
  10. Querida, a minha mãe já visitou um monte de nutricionistas!!!
    Eu própria já a ajudei bastante: incentivava-a todos os dias, falava de como ela estaria daqui a 6 mêses (porque quanto + peso tiver + rapidamente perde não é?).
    Dava-lhe força todos os dias...falava de calorias e às vezes sentia que passava "das marcas" pois mostrava saber muito destes assuntos e tinha medo que ela desconfiasse de algo...
    Ela teve ajuda e não precisava esconder de ninguém...e não aproveitou isso....quem nos dera ter a chance dela...decidir o que comprar, ter apoio e não precisar de mentir....

    Várias vezes tentou e sempre desiste...enfim...enjoei e não mais falo disso com ela...me desilude...

    Enfim, se ela não quer, nada posso fazer, tenho é de olhar pela minha felicidade...nada mais importa...chega de me preocupar com os outros...eles não se importam comigo...por isso...

    Bom, já me estendi d+, beijo florzinha linda!!!

    ResponderEliminar
  11. Eu entendo-te... todos dias luto contra isso, e já não me corto há 8 anos. Quando tenho vontade, sabes o que faço? olho para estas cicatrizes que me vão perseguir toda a vida e vejo como são feias e quanta dor transmitem.

    Quando atingires o corpo perfeito, o que vais fazer com as cicatrizes?

    Pará de mutilar o teu corpo.

    ResponderEliminar
  12. nao vais acreditar, mas esta conversa e me taaaaaao familar. shit ate comecei a chorar.
    Nunca me cortei mas talvez tenha levado as coisas a um extremo q ele n suportou..resolvi fingir q tava td bem..agr resta.m q ele continue sem notar nada =/
    beijoo, Força

    ResponderEliminar
  13. tal cm eu, e mais forte! qd reparo ja puz tudo pa tras..eu sei q ele vai ficar desiludido, odeia q lhe escondam coisas..mas eu axo q ou conseguir esconder..ele agora axa q ta td normal..

    ResponderEliminar
  14. claro, eu odeio ter q esconder..mas n posso contar..

    ResponderEliminar
  15. Não importa que não saibas do que falas, o que importa é que tentast ajudar me :)

    Isso que falas de ser como um filme, nao seres tu e depois puff "acordas" e ups ja fizest merda é despersonalização.

    (Afinal, sabes um bocadinho do que falas ;) )

    "Automutilação (AM), também conhecida como Autolesão (AL), corresponde a uma forma de lesão provocada deliberadamente por uma pessoa a seu próprio corpo sem intenção de suicídio. Os atos podem ter, como intenção, o alívio de emoções insuportaveis, sensações de irrealidade e apatia (geralmente causadas por experiências dissociativas como a despersonalização). Esse comportamento é listado no DSM-IV-TR como sintoma do transtorno de personalidade borderline e é, algumas vezes, associado à doença mental, uma história de traumas e abusos, transtornos alimentares, baixa auto-estima e perfeccionismo."

    ResponderEliminar
  16. esta eh a 1ª vez que venho no seu blog e achei esse texto maravilhoso, eh terrivel sentir isto,como se tivesse alguem susurrando no seu ouvido o quao vc eh ruim, mais sabemos que eh pelo nosso bem, nao podemos nos deixar levar e achei incrivel como me identifiquei com a parte do dialogo. me emocionei muito com o texto, parabens e força na sua luta :D ;*

    ResponderEliminar
  17. n li nada ainda. tenho mto que ler ao que parece. amanha tirarei um bom tempo para os blogs.

    estudo em coimbra =)*

    ResponderEliminar
  18. entre algarve cruzeiros e semanas no porto... já estou a par das ferias =)
    e ja reparei que não andas nos teus melhores dias =( nao sei o que diga a n ser que começarem as aulas tudo isso vai acalmar. prometo. o nosso ritmo volta ao normal e tudo fica mais suportavel. o controle volta e td parece melhor.
    it's a promise*

    ResponderEliminar
  19. :(
    Os "pensamentos demasiados pesados que parecem esmagar os pulmões" também me assombram e sufocam...ainda não sei lidar com eles apesar de me fazerem uma perseguição sem tregua...
    Magoares-te é que é o pior ..
    Mas parece que tens alguém do teu lado que se preocupa , aproveita isso , é importante ter alguém em quem cair nos braços, e que nos SEGURE.
    É só a minha opinião...
    beijinho

    ResponderEliminar
  20. olá linda,
    o teu namorado faz-me lembrar o meu. às vezes estou tão mal que lhe desligo o tlm na cara. e ele fica a ligar e a enviar sms até eu atender. já o quis deixar para não o fazer sofrer, mas continuamos juntos, mesmo após 2 anos de namoro.
    sei que ele sofre e odeio magoa-lo.
    porque será que somos assim?
    é triste.
    beijo fofo

    ResponderEliminar
  21. Não gostei de ler que estives-te assim...fico triste...não levas e mal o que vou dizer sério...mas se há coisa que não quero é ficar assim, sentir me como te sentis-te...e acredita que todos os dias luto muito para não vomitar, para não me magoar mas não quero, não quero essa vida para mim e se isso implica ter mais trabalho em perder peso eu prefiro assim.

    Estamos todas para nos ajudar por isso é que digo isto...Não estou a criticar nada até porque ja vomitei e nao foi uma nem duas vezes...mas não gosto de ver amigas, ainda que nnca as tenha conhecido, nesta situação...

    P.S:Sorry nao ter dito nada do LF mas nao vinha ao blog a algum tempo...Vamos tentar umnos próximos dias???

    KISS!!!!!!

    ResponderEliminar
  22. Oi! Pois nem foi má.

    Se quiseres add exahmia@gmail.com
    Prefiro manter o blog o mais privado possível.

    Mas adiciona me no msn e falamos melhor. *

    ResponderEliminar
  23. babe, nao fiques assim, por favor!

    por favor nao penses que so sabes fazer mal, porque isso é taaaaaaao mentira! eu sei que é isso que so sabes pensar, porque tambem penso assim!

    tambem sei o que é ter um ataque e cortar-me ... e ter alguem que quer ajudar e nos nao deixarmos por medo ou porque simplesmente achamos que realmente merecemos tudo o que fazemos!

    mas nao mereces, ninguem merece! quando estiveres assim, deixa ele aproximar-se um bocadinho, deixa que a força dele tenha efeito em ti, deixa-o tomar conta de ti

    acredita que as vezes esse é o melhor remedio e nao precisa de contar nada à tua mae...

    fica bem, ok?? sempre que precisares de alguma coisa diz-me! se quiseres o meu numero de telemovel tambem dou, só nao te quero ver assim!

    beijinhos***

    ResponderEliminar